6.4.06

Club pra ingles ver

A DJ magazine dessa quinzena publicou a própria lista dos 50 clubs mais quentes do planeta (não saiu no site, uma pena). O Warung ficou em 19º lugar, caindo 16 posições desde novembro do ano passado quando a MixMag decidiu que o club itajaiense era o terceiro melhor do mundo. Não que a revista não decidisse puxar o saco do que pra mim é um dos clubs mais elitistas do mundo (R$ 200 de entrada em noite só com residentes no line-up, vai cagar) - saiu chamada na capa (Paraíso encontrado!) e matéria de duas páginas com o repórter contando as vantagens de ficar hospedado na mansão que Gustavo Conti divide com Leozinho, virando "caipRinhas" e babando na mulherada. Esse povo do Warung sabe mesmo como fazer um marketing pra inglês ver.

A lista da revista também não é lá muito confiável, anyway. 600 djs votaram nos clubs favoritos de cada, e ao ver que vinte dos cinquenta clubs escolhidos são britânicos, é de se perguntar se eles não andaram puxando a brasa pra sardinha deles. Certos lugares pra lá de cheesy como o KissdaFunk em Leeds e o Air de Birmingham, casa da festa blubber Godskitchen ficaram a frente do clubinho-cool Herbal, e a instituição parisiense que e' o Rex ficou em último. E no top 10, quatro são espanhóis véios de guerra (Amnésia, Pacha, Space, anyone?), e a santa trindade clubber ficou com a Fabric, o The End e a Turnmills, nessa ordem. Esse última categoria não chego a discordar - o The End continua sendo favoritíssimo pour moi, mais por causa da Trash nas segundas, e da Chew the Fat uma vez por mês.

Outro club brazuca que entrou pra lista foi o D-Edge paulista, em 34º, "por causa do mega-equalisador na parede."

1 comment:

Mannu Ebert said...

Exato, concordo com você, o Warung é um dos mais elitistas, porém tá sempre cheio...se souber do link dessa matéria me dá um toque depois. E quanto ao CD do Raconteurs, é bem legal, vale a pena escutar, depois me conte. E tanks pela dica ainda não tenho o novo dos Yeah Yeah Yeahs, vou baixar depois eu falo mais.
um beijo.

Mannu